6 de abril de 2009

VALORIZAÇÃO

Confesso que ontem e hoje tirei o dia pra pensar: será que é melhor ganhar menos fazendo o que gosta, ou ganhar mais e ser infeliz?
Realmente essa pergunta fica martelando em minha cabeça pelo simples fato das pessoas nunca acreditarem no potencial de um educador físico. A vida é dura e pra se manter no mercado só os bons, com a condição: trabalhar de segunda à segunda e não ser bem pago (o que acho abusrdo, pois nossa importância é grandiosa e deveriamos receber tal mérito).
Eu sou daquelas que não entrei na faculdade achando que fosse o paraíso de Alice, das oportunidades, do salário estrondoso.. e sim, entrei com vontade de lutar pela qualidade de vida das pessoas, pelo bem-estar, pela educação, por amor as crianças... e sempre fui bem ciente que a jornada não seria fácil e sem valor algum.
Agora vêm a resposta da segunda pergunta, o que pra mim é inviável, mas para outros é a solução: ganhar "bem" e trabalhar no que não gosta. Tolice pura! Trabalhar e se sustentar se resumi em ter uma vida tranquila -isto é o ideal. A nossa maior riqueza é a sabedoria, correr atrás do que gostamos, estudar, pesquisar, batalhar... isto é ter méritos e a recompensa vêm aos poucos. Quando quis dizer "infeliz" não foi no sentido que muito dinheiro é ruim, pelo ao contrário, o dinheiro comprar muitas coisas, mas ainda acredito que trabalhar na sua área e dar o melhor de si é a melhor opção para estar de bem consigo mesmo.

Bom, pensamentos de uma cabeça que não pára de pensar não se discute. Falei e ponto.

1 comentários:

Thais Lima disse...

acho que em toda profissao agente pode se dar bem. mas é bem verdade q umas agente se da bem mais rapido e outra é precio paciencia. Eu ainda acho que é melhor fazer o que se gosta. É horrivel ir pro trabalho obrigado. Acho que me daria depressao. ahushaus
mas como todo mundo tem pressa e quer se da bem logo, acaba ficando com essa grande e terrivel duvida. =|

P.S.: meu coment quase foi do tamanho do teu post x.x ashuahsua